quarta-feira, 25 de abril de 2012

Mario Quintana




Mario Quintana

Olho em redor do bar em que escrevo estas linhas.
Aquele homem ali no balcão, caninha após caninha,
nem desconfia que se acha conosco desde o início
das eras. Pensa que está somente afogando problemas
dele, João Silva... Ele está é bebendo a milenar
inquietação do mundo!


Nenhum comentário:

Postar um comentário