terça-feira, 24 de abril de 2012

Dezembro




Hoje eu que nada penso
Escrevo pensando em ti
E esse vazio que alarga meu peito
Te amar é uma coisa assim
Te amar e não te ter perto de mim

E o fazer e o não fazer
É só uma redundância
Do realizar escravo,
Te amar é uma coisa assim
Simples como chamar teu nome
E complicado como te esquecer.


Lima de Vasconcelos

Um comentário: